quinta-feira, 10 de novembro de 2011

As suas mentiras

As suas mentiras, que não foram poucas, já
viraram banais,e nas suas verdades, acreditar
que são legítimas, já não sou mas capaz.

Quando erro, eu assumo, acredito que seja
 assim.
Mas a sua verdade, soa como mentira pra mim.
Eu me esforço e as vezes acredito, mas a sua
controvérsia, me prova que não, e entro em
 conflito.

As vezes eu me pergunto, para que continuar,
mas o amor que sinto, não quer ir embora e
insiste em ficar, mas as suas mentiras, me
fizeram feridas, que são ruins de sarar.

Por isso eu te peço, só um pouco de paz, pois
viver na mentira, está doendo demais.

Eu só peço a "Deus", que ilumine você, que
 toque seu coraçâo, mas do que pude fazer.

Se hoje estou indo embora, foi você quem
escolheu assim.
E as suas mentiras, chegaram ao fim.