quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

" CONTOS, HISTÓRIAS E LENDAS " ( Parte l )

Aguas claras que dava pra ver o fundo daquele
lugar, canoas deslizavam sobre aquelas aguas
tranquilas, que aos olhos de muitos pintores era
a moldura perfeita para se inspirar.

Aos poucos aquelas àguas claras e tranquilas
começavam a mudar, por um breve momento
alaranjada, mas derrepente começavam arroxear
e as nunvens se desfazendo de seus brancos com
tons escuros a contornar, e tudo era um aviso
breve para que aquela noite pudesse chegar.

Ali perto daquelas àguas, havia uma mata virgem
que ninguem ousava passar, pois zumbidos e
ruídos assombrosos instigavam o seu medo,
para não haver um sequer súbito de coragem
em por ali passar.

Em uma vila ali por perto, uma roda de
pescadores em volta da fogueira começavam
a prosear, e ali contavam contos, histórias e
lendas que as vezes nem eles gostavam de
contar, diziam que suas vozes guiavam os
espiritos até a vila, para que pudessem
por ali assombrar.

Das vezes que saiam com seus barcos,
sempre esperavam clarear e se o dia
amanhecesse com chuva e nuvens escuras,
não havia coragem que o fizessem ir
pescar.

Contos, histórias e lendas ( Parte l )
por  Cairê Barcelos

Autor: Cairê Barcelos