segunda-feira, 12 de outubro de 2015

" O VERDADEIRO AMOR "

Eu não quero te deixar, porque eu sei que isso também vai me fazer mal, mas parece que a todo momento você inventa motivos pra gente brigar. Você se apega a detalhes que sequer nos pertence, apenas com intuito de nos afastar. Ainda ontem, quando falávamos do futuro parecia que estávamos na mesma sintonia, no entanto hoje, você está toda tensa parecendo não suportar mais a minha companhia. Porque é que não me diz o que mudou, o porque de sua arredia, ontem parecia estar tão feliz, entretanto hoje, não consigo ver em ti um pingo de alegria. Parece ser outra pessoa, pois ninguém muda tão de repente da água para o vinho. Se existe outro motivo eu não quero pensar, não quero corromper meus sentimentos com pensamentos que podem nos afetar. Porém, prefiro acreditar que seja uma fase ruim, mas se não for, espero que você seja coerente e diga a verdade sem falsas ilusões, seja direta mostrando a pessoa pela qual eu lutei, pela qual eu sempre acreditei ser especial. Por isso, agora só o que peço é um pouco de sua autenticidade, que seja enfática e diga que acabou, que não há mais esperança, que só o que restou foi a nossa lealdade, a mesma que apesar de tudo, fez renascer uma grande e eterna amizade.  "Quando ainda existir reciprocidade de sentimentos, mesmo quando não houver mais a chama que alimenta a paixão, o amor restaura a amizade do principio, para provar que o verdadeiro amor, não cabe somente a corpos ardentes sedentos de paixão, mas também, a uma bela amizade eternizada pelo tempo, guardada no fundo do coração".



Autor: Caire barcelos